CONSCIÊNCIA E FÉ

Falando em consciência e fé temos que falar de conhecimento, porque estão intrinsicamente ligados

Por Enésio Cabral

Falando em consciência e fé temos que falar de conhecimento, porque estão intrinsicamente ligados. Consciência já denota ciência, conhecimento, e para a afirmação da fé faz-se necessário um conhecimento profundo da verdade e o entendimento, a distinção e determinação do fato vivenciado.

Jesus, na sua Divina sapiência elucidava: Conhecereis a Verdade e a verdade vos libertará. Os espíritos superiores afirmavam a Kardec: Amai-vos e instruí-vos e Leon Denis nos informa em seu livro “O Problema do Ser do Destino e da Dor” que uma viajem ascendente da evolução se estribaria nas asas do amor e da sabedoria.

No Grego, fé significa “pistia” quer dizer “acreditar”, portanto firma-se a crença na credibilidade. Novamente Kardec nos lembra que fé inabalável é a que pode encarar a verdade e a razão face a face em todas as épocas da humanidade (L.E. cap 19).

Os Espíritos superiores informaram a Kardec na revista Espírita de 1862 p. 84 que: “Deus criou todos os Espíritos iguais, simples, ignorantes, sem vícios, e sem virtudes, mas com o livre arbítrio de regular suas ações segundo um instinto que se chama consciência, e que lhes dá o poder de distinguir o bem e o mal.” E mais, Cada Espírito está destinado à mais alta perfeição junto a Deus e ao Cristo; para ali chegar, deve adquirir todos os conhecimentos pelo estudo de todas as ciências, se iniciar em todas as verdades, se depurar pela prática de todas as virtudes; “Como essas qualidades superiores não devem ser obtidas em uma única vida, todos devem percorrer várias existências para adquirir os diferentes graus de saber”.

O apostolo dos Gentios nos dá a diretriz segura para o equilíbrio pessoal, para a saúde e para alcançar a felicidade, quando afirma em sua carta aos Coríntios: É imprescindível guardar a fé e o sentimento puro, sem isso o homem oscilará na intranquilidade, na insegurança e na enfermidade espiritual e física.  A fé viva e a consciência cristalina nos manterão sadios, fortes e equilibrados.

Todavia, sem guardar a fé o homem oscilará na intranquilidade e na insegurança do seu mundo íntimo, gerando a partir disso, doenças muito conhecidas como: depressão, estresse, obsessões, despersonalização, personalidade múltipla, bipolaridade, esquizofrenia, fobias, psicoses pós-parto, toc, autismo etc.

E para alcançarmos a paz interior busquemos o conhecimento constante, o desenvolvimento do senso crítico, o fortalecimento da fé, pela autoconfiança em Deus, em nossos guias espirituais e especialmente em Jesus que nos garantiu: “eu sou o caminho a verdade e a vida”, e ainda, “sem mim nada podeis” o que levou o salmista a dizer “tudo posso naquele que me fortalece”. Essa postura mental nos dá um norte e nos mantém constantemente em progresso espiritual, com saúde e vida feliz. Amém.

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo