Críticas e maledicências na pauta do Projeto Ressignificar nesta quinta-feira

O procedimento de ceder ao impulso de manifestar críticas e maledicências enquanto sentimentos destrutivos vão merecer uma edição do Projeto Ressignificar nesta quinta-feira (15) às 20 horas no Grupo Espírita Abrigo da Esperança (Geae) na Quadra Especial 40, Área Especial 6 A, Lote 4, no Guará 2.

Quando uma determinada pessoa se considera superior a outro indivíduo a ponto de considerar ter o direito de menosprezar este alvo, a narrativa do Evangelho faz a indagação: Porque vês tu o cisco no olho do teu irmão e não percebes a trave que há no teu próprio olho? (Lucas 6:41). “Ocorre que o que enxergamos externamente é apenas o reflexo do que está dentro de nós mesmos”, compara o facilitador do Ressignificar Natan Servo.

A maledicência, um dos mais presentes defeitos da humanidade, é postura negativa que nos faz ver, pensar e falar apenas sobre os defeitos das pessoas, sem considerar que todos os seremos humanos também possuem grandes virtudes. “Temos que vigiar se o que falamos é verdade, se é para beneficiar e se realmente tem utilidade para os outros”, completa Natan Servo.

Atribui-se ao filósofo grego Sócrates a máxima dos três filtros. Esse relato informa sobre ele ter questionado a um dos discípulos que numa oportunidade pretendia contar algo depreciativo de uma terceira pessoa. “Se o que você quer me dizer não é verdade, não é bom e nem é útil, por que eu gostaria de saber? ”

Serviço:

Projeto Ressignificar: Crítica e maledicência

Dia 15 de setembro – quinta-feira

Horário – 20h

GEAE: Quadra Especial 40, Área Especial 6 A, Lote 4, no Guará 2

Mais informações: Fone – 99213-8210

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo