Preservação do Centro Espírita

cesar-perriEm outubro, tradicionalmente evoca-se a data de nascimento de Allan Kardec e ocorrem muitos eventos alusivos à efeméride.
Desde as obras do Codificador, como em inúmeras mensagens espirituais, o Centro Espírita é apresentado como a base do Movimento Espírita.
O Conselho Espírita Internacional dispõe de excelente folheto, em diversos idiomas, “Divulgue o Espiritismo”, da Campanha de Divulgação de Espiritismo. Brasil, Colômbia e Argentina possuem documentos de trabalho – frutos de elaboração coletiva -, com orientação para o funcionamento do Centro Espírita. A obra kardequiana é a base nos citados trabalhos.
Quando se divulgava no Brasil o “Orientação ao Centro Espírita”, um fato histórico é que Francisco Cândido Xavier escreveu uma missiva ao casal Galves, seus amigos de São Paulo:
“Com grande reconforto, li o Editorial […] no número último de Reformador […] quanto à necessidade de preservarmos o Centro Espírita contra a intromissão de trabalhos nascidos da ingenuidade humana em prejuízo dos princípios formulados por Allan Kardec” (1). Chico Xavier se referia ao Editorial “Preservemos o Centro Espírita”, onde se alerta para que não ocorra desvio das finalidades do Centro Espírita. O reconforto sentido por Chico deve ser, para todos nós, motivo de inspiração para o rumo de fortalecimento das instituições espíritas nos fundamentos kardequianos (2).
Em significativa mensagem, Emmanuel considera que o Centro Espírita: “É uma escola onde podemos aprender e ensinar, semear o bem e colher as graças, burilarmo-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna” (3).No mês evocativo do natalício de Kardec, pensemos nos compromissos com a base do Movimento Espírita!

Antônio César Perri de Carvalho
Assessoria de Comunicação do CEI

Editorial CEI

Referências:

1 – GALVES, Nena. Chico Xavier – Luz em nossas vidas. São
Paulo: Ed. CEU, 2012. p.21-25.
2 – Preservemos o Centro Espírita. Reformador, março de 1992.
Editorial. p. 66.
3 – XAVIER, F.C. Pelo Espírito Emmanuel. “O Centro Espírita”,
Reformador, janeiro 1951.

Fonte CEI – Conselho Espírita Internacional: http://intercei.com/wp-content/uploads/2011/07/Bol_-CEI_geral_49-terceiro-trimestre-2013.pdf

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo