A TRANSFORMAÇÃO PELO EVANGELHO

No GEAE, Evangelização é oportunidade de incutir valores nas novas gerações

“Educar é desenvolver progressivamente as faculdades espirituais do homem”. Atribuída a Johann Heinrich Pestalozzi, pedagogo suíço considerado o pai da pedagogia moderna e morto em 1827, essa é uma de suas frases mais célebres. Avançado para o seu tempo, Pestalozzi também foi um dos mentores de Allan Kardec. Ambos enxergaram na educação o caminho de desenvolvimento do ser humano, objetivo principal da Evangelização no Grupo Espírita Abrigo da Esperança (GEAE). Projeto que enche a Casa de alegria todos os sábados, com a presença vibrante de crianças e jovens, a evangelização é uma das prioridades da Casa. Em entrevista ao Informativo do GEAE, Cláudia Oliveira comenta as atividades e revela que a evangelização é um caminho seguro para o despertar da consciência e da caridade. Leia os principais trechos:

Qual o objetivo principal do trabalho de evangelização na casa espírita e como conquistar a atenção das crianças e jovens para espiritualidade?

Cláudia Oliveira – O processo educacional da evangelização espírita tem por propósito a transformação do indivíduo pela aquisição de referenciais alinhados com as leis da natureza que o inspiram para a prática do amor a si, ao próximo e a Deus; e para o constante aprimoramento de suas faculdades. Também visa à instrução e à caridade. São os pequenos gestos do dia a dia que alimentam este processo educativo da espiritualidade que estimulamos na Evangelização e que podem ser cultivados também em família. Primeiro, incentivar as crianças e jovens a rezarem, terem conversas sinceras com Deus sobre as coisas que aconteceram durante seu dia, agradecendo e pedindo bênçãos. Adotar o hábito de ler trechos do Evangelho ou outro livro de espiritualidade para as crianças e jovens, incentivando a leitura e a busca pelo conhecimento. Por fim, ajudar seu próximo. Sempre que você ajudar alguém, explique à criança a ao jovem que este é um ato de amor.

Qual a importância da evangelização para o pleno desenvolvimento de crianças e jovens no mundo atual?

C.O. – No momento em que a Terra passa por tantas mudanças e a sociedade adquire novos hábitos, voltados às questões materiais, a evangelização cumpre a tarefa de abrir os horizontes das novas gerações, resgatar e manter acesos os valores espirituais. Compreendendo a importância da evangelização infanto-juvenil, estudamos e trabalhamos para servir a todos os semeadores do Evangelho. Semeadores estes que aproveitam o solo fértil do coração infantil para a grande oportunidade de ampliar não só o conhecimento humano, como também o progresso espiritual da Terra.

As aulas de música foram reiniciadas, qual a importância da música no processo de evangelização?

C.O. – A criança pequena não aprende por conceitos abstratos que falam ao cérebro, está mais aberta ao ritmo e ao sentimento que a música transmite. O ritmo e a harmonia da música auxiliam sua harmonização interior. Assim, letras simples e objetivas, em ritmo harmonioso, alcançam o coração infantil de forma adequada. A música é vibração e pode estimular o Espírito, provocando sensações de nível superior, despertando a essência Divina dentro de cada um de nós. Ao vibrar, sintonizamos com vibrações sutis que se multiplicam no Universo. Podemos sentir emoções novas que brotam na alma, levando o Espírito a querer evoluir. A música representa, pois, elevada interação com as esferas superiores da vida universal e apoio importante no trabalho de conscientização de crianças e jovens, favorecendo o aprendizado e a aproximação com a espiritualidade.

Quais as atividades vinculadas à evangelização no GEAE e como o trabalho é desenvolvido? Foi introduzida alguma novidade em 2016?

C.O. – Ao chegarem, crianças e jovens tomam o café da manhã. Depois, fazemos nossa alegria cristã e iniciamos as aulas com dinâmicas, projetamos filmes, contamos histórias, organizamos passeios e atividades extracurriculares com outras casas espiritas, além da música. Neste ano foi introduzida aula de teatro para os jovens. Finalizamos com o almoço. Os evangelizadores são muito importantes para o trabalho. E tem grande comprometimento, não apenas cuidando das crianças e dos jovens, mas também elaborando as aulas e preparando toda a estrutura necessária. Temos uma equipe afinada e bem-disposta, que trabalha com amor.

Quantas crianças e jovens são atendidos hoje e qual o seu perfil?

C.O. – São 50 alunos entre crianças e jovens, filhos de famílias carentes, trabalhadores da casa e da comunidade, que residem nas proximidades do Geae. Nossa criança mais nova tem 06 meses e o jovem mais velho tem 21 anos.

Quantos monitores trabalham com você e como são divididas as tarefas?

C.O. – Hoje temos uma equipe de 20 evangelizadores muito amados, bem treinados, sendo 02 evangelizadores por turma, 01 coordenadora da juventude e 02 evangelizadores no apoio.

Os pais também são envolvidos nesse atendimento?

C.O. – Sim. Temos pais que realizaram o curso preparatório para evangelizador na Federação Espírita do Distrito Federal (FEDF), que tem por finalidade promover um melhor entendimento sobre a tarefa da Evangelização, dentro da proposta da Pedagogia Espírita. O objetivo é filosofarmos sobre o trabalho do Evangelizador, a importância da tarefa e como podemos desenvolver uma Evangelização dinâmica, interagindo com nossos evangelizandos e promovendo a automotivação de todos envolvidos no processo, Evangelizadores e Evangelizandos.

Ao final de um dia de trabalho, qual o sentimento que fica?

C.O. – Fica um amor profundo e um sentimento de renovação. Saímos daqui muitas vezes cansados, mas felizes por ter dado mais um passo no amparo a essas crianças e jovens. Sempre sonhando com uma próxima geração mais evoluída e preparada para lidar com a vida. Eu amo estar com as crianças. Elas são sinceras, diretas e cheias de amor para dar, sem pedir nada em troca. Ao final da manhã me sinto muito feliz e com minha missão do dia cumprida.

 

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo