EDITORIAL MAIO-2017

Atravessamos intenso período de transformações coletivas e individuais. Somos diariamente bombardeados com notícias e fatos que muitas vezes conseguem nos tirar a paz e nos afastar do maior ensinamento que Jesus nos deixou: “Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.

Ainda distantes de compreender esse amor ao qual Cristo se referiu, temos o privilégio de experimentar a representação do amor Divino, por intermédio do amor de mãe. Neste mês, celebramos a alegria de beber da fonte deste amor abnegado e incondicional. Sabedores das dificuldades, dores e responsabilidades que o exercício da maternidade apresenta às mulheres e dos grandes benefícios evolutivos que representa. Abdicam de si em um processo de doação irrestrita por aqueles que em seus ventres recebem a dádiva da reencarnação.

“Misto de júbilo e sofrimento, missão e prova, maternidade, em qualquer parte, traduz intercâmbio de amor incomensurável, em que desponta, sublime e sempre novo, o ensejo de burilamento das almas na ascensão dos destinos.” Chico Xavier, no livro Mãe (pelo espírito André Luiz).

Na luta diária por resgatar e fortalecer os laços de afeto e amor, restaurando relações e desenvolvendo os filhos amados, são elas peças fundamentais neste processo de transformação das sociedades. Que possa-mos nos inspirar em seus abnegados exemplos, buscando perceber que os momentos atribulados que enfrentamos são, na verdade, excelentes oportunidades para desenvolvermos sentimentos que ainda não conseguimos alcançar.

“Exercitemos, desse modo, o amor e o serviço, a humildade e o devotamento, no templo familiar, à frente de nossos amigos ou adversários do pretérito transformados hoje em nossos parentes ou em nossos filhos, e estaremos alcançando nos problemas da eternidade a mais alta e a mais sublime equação.” Chico Xavier, no livro Mãe (pelo espírito Emmanuel).

Estamos aqui para aprendermos a amar. E nada melhor do que aproveitarmos as oportunidades que nos têm sido ofertadas para exercitarmos esse sentimento tão nobre. Que o amor Divino toque os nossos corações e possamos nos transformar, trabalhando juntos pela construção de um mundo de amor e fraternidade.

Feliz Dias das Mães!

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo