O ESPIRITISMO É FILOSOFIA?

Para nós espíritas não pode haver dúvidas que a Doutrina Espírita é filosófica.

 

Para nós espíritas não pode haver dúvidas que a Doutrina Espírita é filosófica. Coube ao bom sendo de Allan Kardec reunir a filosofia de luz dos mensageiros de Jesus no O Livro dos Espíritos.

A sabedoria de Kardec começa pela introdução do livro acima citado, onde ele faz a diferença entre espiritualista, espiritualismo e Espiritismo. Se alguém é espiritualista, acredita em Deus e na “existência dos Espíritos ou em suas comunicações com o mundo visível”.

Na verdade, O Livro dos Espíritos está todo ele enraizado na mais pura Filosofia, a qual se divide em:

01- Perspectivas Metafísicas: a Metafísica é um sistema de idéias que explica o mundo por meio de princípios gerais e abstratos. No livro citado, encontramos uma visão globalizadora do Universo, de nós mesmos e de todas as coisas, pela ótica do Mundo Espiritual. Citemos então: As Causas Primeiras (Deus, o princípio vital), O Mundo dos Espíritos, As Leis Morais e Esperanças e Consolações.

02- Problemas do Conhecimento:

a)    Teoria do Conhecimento ou Gnosiologia: estuda a natureza do conhecimento que é uma espécie de produto do ser pensante ou Espírito. Citaremos do cap. IV o item: “penetração de nosso pensando pelos Espíritos”. Por este título compreenderemos que a natureza do conhecimento se origina no mundo espiritual, não sendo apenas um produto cerebral.

b)    Epistemologia: acreditamos que os fundamentos do conhecimento científico têm a sua pátria no Mundo dos Espíritos. A Física Quântica, hoje, já está tocando o mundo espiritual.

03- Axiologia: O Livro dos Espíritos é também axiológico quando trata das Leis Morais e das Esperanças e Consolações.

Como vimos, fica claro que a Doutrina Espírita é filosófica, ou melhor, é a essência de todas as outras “filosofias”; se a raiz de todas as coisas e de todo saber pertence ao Mundo Espiritual, a Filosofia Espírita é o tronco, levando a seiva dessa sabedoria imortal para todos os corações preparados em recebê-la. Assim, podemos comparar a Filosofia Espírita como um portentoso sol de idéias a iluminar o quarto escuro em que adormecem as religiões, as filosofias e as ciências.

Sócrates (470 – 399 ac.c)k, a mais notável figura do pensamento helênico, apareceu como um dos Espíritos iluminados que auxiliou a construir a Filosofia Espírita e por isso mereceu de Kardec um estudo de sua Filosofia no Evangelho Segundo o Espiritismo. Dele se disse: os outros filósofos ensinaram a Filosofia, ele a viveu…

Façamos também como Sócrates: vamos viver a Filosofia Espírita à Luz do Cristianismo Redivivo!

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo