A UNIÃO DAS CASAS ESPÍRITAS É CHAVE PARA FORTALECER A DOUTRINA E SEUS PRATICANTES

Para falarmos de união primeiro vamos buscar o significado desta palavra. União significa combinação de esforços e de pensamentos; fazer convergir para um só fim. Muito se fala da união das Casas Espíritas, mas poucos são os que entendem a verdadeira importância deste gesto. Pensemos no que disse o querido Dr. Bezerra de Menezes: “Solidários, seremos união. Separados uns dos outros seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. Distanciados entre nós, continuaremos à procura do trabalho com que já nos encontramos honrados pela divina providência”. No momento em que o mundo passa por uma grande transformação, os assuntos tratados no livro Céu e Inferno tornam-se ainda mais atuais. Por isso o livro foi escolhido como tema da XI Semana Espírita do Guará. É imprescindível que o ensinamento do Cristo por meio do Consolador Prometido seja disseminado, consolando e animando os homens.

A espiritualidade maior nos fala que, nesses tempos de transformação, muitos espíritos endurecidos e reclusos terão sua chance, mas também falam de espíritos de grande envergadura trazendo à terra mensagens de esperança. Qual deve ser nosso posicionamento nesse cenário? A união que faz a força no caminho da consolação e no despertar para as verdades do Cristo é um esforço que deve ser cultivado por cada Casa Espírita. Somos chamados ao labor incessantemente. Estamos preparados para sermos o instrumento que leve o testemunho e a consolação aos aflitos?

9cre
Presidentes, representantes das Casas Espíritas do Guará e dirigentes da Fedf na reunião de preparação da XI Semana Espirita.

Atualmente, acumulando tantas tarefas dentro e fora da Casa Espírita, os dirigentes têm sentido dificuldade para se dedicarem ao movimento de unificação em torno da Doutrina Espírita. Mas todo esforço em prol da aproximação dos espíritas, para vibrarem no mesmo ideal, nunca será perdido, e sempre receberá retornos de paz e entusiasmo, pois quando forças com o mesmo objetivo estão juntas, os resultados aparecem e permanecem. Unamos, pois, nossas forças em prol do estudo e divulgação espírita, pois a fraternidade será o selo desta união.

O que devemos esperar desse movimento de união das Casas Espíritas? A aproximação de outros companheiros que tragam ou que levem experiências exitosas; instituições mais coerentes com a prática doutrinária; espíritas unidos por um ideal comum, que por estarem em grande número possam fazer a diferença na sociedade, tornando-se uma força social atuante; ampliação da fraternidade entre as Casas; ampliação das ações de caridade; divulgação da Doutrina Espírita em sua pureza; fortalecimento da sintonia com os espíritos em missão de unificação em favor do progresso; aumento do entusiasmo no ideal, que é força motriz para tais objetivos e o fortalecimento da certeza de que na Doutrina não há personalismos, autoridade instituída ou única.

As seis Instituições Espíritas do Guará fazem parte do 9° Conselho Regional Espírita (CRE) e realizam, desde 2005, anualmente, atividades em comum para fortalecer a união entre os seus trabalhadores. Essas atividades, além, de favorecerem a difusão da Doutrina Espírita a toda a comunidade, integram os presidentes, diretores, coordenadores  e frequentadores de todas as Casas da região. O trabalho desenvolvido não é simples, porém torna-se muito agradável e estimulante. A experiência vivida e compartilhada faz com que os participantes tenham a certeza de que a Doutrina Espírita é bela e consoladora em qualquer cenário.

Então venha você também integrar-se aos trabalhos de unificação e em especial, à IX Semana Espírita do Guará. Acompanhe a programação e participe!

Receba o boletim informativo do GEAE

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo